Monday, June 05, 2006

Intencionados



Em folhas soltas dentro de livros, feito marcadores, estão lá, anotações quase perdidas, páginas exatas em que se interrompeu a leitura. É estranho encontrar por acaso um pedaço assim de passado. Nenhum rastro mais. Nem a mais. Continuam, sem a falência de Dorian Gray na tela. O pensamento incompleto parece preservado, ainda que rompido com qualquer sentido.

Algumas intenções seguem o mesmo rumo. Mantêm um frescor de inocência, livre das manchas do mundo dos fatos. Respiram a beleza de gestos ensaiados. Todo ensaio. Mas contido em paredes sem janelas. Acabam conhecidas apenas pelos seus autores. Como diria Caio Fernando Abreu, nunca estréiam.

Cartões jamais remetidos, lembretes, poemas, inícios de teses. E aquele secreto desejo de ser completamente diferente com tudo o mais parado como antes. Um panorama em que se pode voar em paraíso cenográfico. Sem os textos desestabilizadores caindo em direção.

5 comments:

Roberto said...

Ric,


A beleza da sua "casa espiritual" é mais um estímulo para que eu também monte a minha.

Um forte abraço.

Roberto

Nanna said...

O ser humano e seus segredos de abelha.

Muito bonito esse lugar... Voltarei.

Beijos!
:)

Anonymous said...

Nice colors. Keep up the good work. thnx!
»

Anonymous said...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

Anonymous said...

I find some information here.