Tuesday, March 30, 2010

Impermanência permanente

“Seu rosto brilha em reza
Brilha em faca e flor”
- Fernando Brant


Não é um deslizar sem dor. Gumes e pontas se acotovelam em um rascar contínuo. Faz dia. Muitos dias. Talvez nada mais passe em seu caminho. O desenho da trilha vai se perdendo. Mas também a sede.

::

foto: cachoeira entre as montanhas da serra da Mantiqueira, na cidade de Joanópolis, ao norte de São Paulo, por R.I.

1 comment:

Márcia M. Albuquerque said...

que muitas coisas passem em seus caminhos, e que delas faças belas trilhas para saciar a nossa sede.
grande abraço