Tuesday, May 24, 2011

Um café para o não esquecimento

Marcamos um café para nos revermos. Tanto tempo. Será como nas fotografias, gestos retirados da história, guardados no álbum?

São imagens mudas, mais resistentes que as falas. Mais alongadas que fixas, lançando ventosas nos dias que passam na sua ausência.

Um café pelos velhos sentimentos, sentidos restaurados, afetos tangentes. Por todos os caminhos que se intercederam sem motivo anunciado. Conversas que acabaram cedo e nunca mais continuaram.

Em algum lugar sem o mesmo passado acontece um café. Entre janelas e fotos conta os minutos que faltam para que talvez se reconheçam.

::
foto: clarabóia da sala do pregão da Bolsa do Café, em Santos, por R.I.

1 comment: