Tuesday, February 10, 2009

Desconhecer

[ao som de ‘Preciso me encontrar’, de Candeia, na voz de Ney Matogrosso]


Nesta hora vou conhecer pessoas que desconhecerei amanhã. Saberei seus nomes, alguns traços dos rostos, talvez um ou outro detalhe de suas ocupações. Depois de vê-los por um tempo e chegar a alguma proximidade, eles voltarão para o horizonte como antes. Desconhecidos.

Não há motivo para lamentar. Cada um dos componentes dessa paisagem ganha relevo e perde nitidez muitas vezes ao longo de sua existência.

Conhecer é um pouco morrer.

::
foto: casarão envolto por prédio do Tribunal de Justiça de São Paulo, projetado por Ruy Ohtake, no bairro da Liberdade, centro de São Paulo, por Ricardo Imaeda

2 comments:

Afonso said...

Bela imagem, o céu fragmentado em espelhos emoldurando o casarão... Contrastes de São Paulo, que, ao mesmo tempo, encantam e assustam.

Anonymous said...

Bela foto! Abraços, Ricardo